Pesquisar neste blogue

28 de maio de 2014

Sobre o Show de “Young Double + Homies” por Nanizaiawo Morgan // Resumo

A recente história do RAP feito em Angola tem um nome que vai se destacando e ganhando espaço fruto da sua persistência, originalidade e qualidade na composição das letras. Com um nome que já não passa despercebido a ninguém,YOUNG DOUBLE, está na recta final para o lançamento do seu primeiro trabalho discográfico, o álbum, cujo título será “O ÚLTIMO RAPPER”.

10346651_770374456329228_6900905178294208696_n

De algum tempo a esta parte, “Young Double” tem presenteado o público que o acompanha com algumas músicas soltas que vai lançando via net, vai preparando os seus “fãs” para o álbum, o rapper realizou a semelhança do ano passado um show numa das esplanadas do bairro Benfica, por sinal, sua zona de “jurisdição”.

YD

O espectáculo que começou duas horas depois da hora marcada muito por culpa da irresponsabilidade do técnico de som contratado, teve tudo para ser perfeito se não fosse as graves falhas no microfone e mais uma vez por culpa do mesmo técnico. Mas finalmente começava a festa para a satisfação de quem estava lá desde as 15h e esperou duas horas sem no entanto ter desistido. O anfitrião subiu ao palco, um espaço devidamente improvisado com desenhos e o seu rosto grafitados na madeira, e com a música “COMEÇOU” dava então início ao que seria o show de “Young Double mais Hommies”.

YD2

Com um público que se mostrava entusiasta e depois de cantar algumas músicas de um repertório que se vai tornando cada vez mais vasto, o artista precisava descansar e chamou então para o palco a dupla “Edmir e Edween”, os responsáveis pelo EP “EDvsED” que faz parte do projecto 10Conhecidos do blog Cenas Que Curto. Mais a vontade um e meio tímido o outro, a dupla rapidamente desinibiu-se e fez o que devia, dar música, e brindaram-nos com os temas “Desistir” e “Te bato com o Mic”. Logo depois o palco ficou para o Magik “EUCLARMANY” que também interpretou duas músicas e seguiram-se SOMBRA (que além das músicas apresentou um MC a ter em conta, Killer MC) e KID MC, este último que começou dando um conselho para a nova geração de rappers “nem tudo é por dinheiro, ainda existe amizade e temos de saber que antes de nós alguém existiu e fez e nos ajudou a estar onde estamos”. Tal como todos os outros convidados, KID interpretou duas músicas e não desceu do palco sem antes deixar um recado cujo destinatário qualquer pessoa atenta deve saber “Enquanto mandarem bombas pra cá haverá bombas pra lá, se haver PAZ que é o que todo nós queremos, haverá PAZ para todos”.

YD5

Depois deste momento, o espaço voltou a ver YOUNG DOUBLE no palco mas desta vez acompanhado por VIROSE e juntos com o SALU B, espalharam o pânico cantando “Pela Banda”, original do agora “ÚLTIMO RAPPER” mas que em consequência da disponibilização do beat na net, teve dois remixes feitos pelos convidados. Depois desta festa toda ainda havia alguém confuso? O agora baptizado pelo Salu B por “YOUNGUITO”, chamou ao palco o “menino bonito” da Cérebro “CFKappa” e juntos cantaram “Que eu me faça entender” para depois aquele sair, este continuar mostrando toda a sua intimidade com o palco mas principalmente com o microfone, presença que terminou com “avisem a new school que a Cérebro Records passou por aqui”, trecho do seu verso na versão da música FUBA New School, para orgulho do “Kool Klever” que assistia atento.

10361502_10152495214062835_5541092281640043652_n

Depois de CFKappa foi momento para KID MAU mostrar o que vale e logo a seguir DÉLCIO DOLLAR acompanhado por DERIO PAKAS subiu ao palco, muito aplaudidos e solicitados para fotos depois da actuação, provando o quão alta anda a popularidade. Quem não gostaria de ganhar 100.000 num dia? Sejam eles Dólares ou Kwanzas são sempre bem vindos e YOUNG DOUBLE guarda o seu num “Saco de Papel Castanho”, sacou da cartola a música com este título para meter ordem na casa e mostrar que estava na sua zona e quem manda é ele, público cantou e pulou e o artista deu lugar a DALLAS FÚRIA, rapper de Cacuaco que não deixou os seus créditos em mãos alheias. A seguir, era um dos momentos mais aplaudidos da noite… o palco era do Senhor KOOL KLEVER, que sob aplausos e a seu jeito chamou a atenção dos jovens sobre os riscos da fama e a necessidade de nunca se perder o controlo sobre ele, fez algumas apresentações fazendo uso do “Spoken Word” mas ao retirar-se o público pediu mais alguém… nada mais e nada menos que RACHID MEDUSO, o filho de Kool Klever que acompanhava o pai e tinha que provar que como filho de peixe, sabe nadar. Subiu ao palco e fez uma acapela tendo também recebido muitos aplausos. O Show de YOUNG DOUBLE mais Hommies chegava ao fim, mas não podia acabar sem antes o rapper chamar a atenção daqueles que não o viam ou que fingem não ver, “MIOPIA” foi a faixa e logo depois aquele que deve ser o seu maior sucesso “REIS DO CHÃO”.

YD4

Uma boa tarde de RAP onde a nota positiva vai para a presença do público e a boa disposição dos rappers convidados e a nota negativa vai para o já citado péssimo estado do microfone e do som e a ausência de Vui Vui que nas redes socias (instagram e Facebook) já havia publicado que não estaria presente e Lukeny Fortunato e DUC que sem nenhuma justificação aparente, pelo menos para o público que com certeza gostaria de vê-los tal como foi com os outros.  10353125_10203076584772175_4739667319183861642_n

Parabéns ao YOUNG e MANCHA NEGRA e que traga “ÚLTIMO RAPPER” que a malta agarra.

Texto: Nanizaiawo Morgan

Sem comentários:

Enviar um comentário